Tratamentos

FUE e FUT – Técnicas de Implante Capilar

As técnicas FUT (sigla para Transplante de Unidade Folicular, em inglês) e FUE (Extração de Unidades Foliculares) podem ser muito úteis para os pacientes, porém as duas apresentam prós e contras. Cabe, portanto, ao cirurgião plástico especialista nesta área indicar a técnica mais vantajosa ou, até mesmo, a combinação delas para cada caso específico.

Na técnica convencional (FUT) o cirurgião remove uma faixa do couro cabeludo através de incisões com bisturi. Como esta técnica não exige que os fios sejam raspados, após o fechamento, o resultado é uma cicatriz linear fina e totalmente camuflável pelos cabelos com mais de 1 cm de comprimento.

 

Já com a técnica FUE é possível retirar os folículos um a um, sem precisar cortar com o bisturi, portanto, não é necessário pontos de sutura e não deixa uma cicatriz linear. Os pequenos furos resultantes se fecham em alguns dias.

 

 

 

É importante ressaltar que a extração via FUE feita em excesso pode reduzir muito a densidade capilar da área doadora. Sendo assim, o paciente que tem interesse nesse tipo de procedimento deve procurar um profissional capacitado para realizar a cirurgia.

Área doadora no dia seguinte à cirurgia feita com a técnica FUE e 15 dias após o procedimento

 

COMO FUNCIONA O FUE?

No procedimento de extração de unidades foliculares utilizamos o aparelho automático, robótico, computadorizado e flexível chamado mPCID ou PCID. Ele possui um punch (um cilindro metálico oco, muito fino, que varia em diâmetro de 0,8 a 0,9 mm de espessura). Com esse instrumento é possível realizar uma pequena incisão circular na pele ao redor de cada unidade folicular.

 

 

PARA QUEM A TÉCNICA FUE É INDICADA?

Esta técnica pode ser indicada para qualquer caso, no entanto, ela é particularmente indicada nos casos abaixo:

DEPENDENDO DO TIPO DE CALVÍCIE HÁ A POSSIBILIDADE DE UNIR AS DUAS TÉCNICAS

 


 

Ao unir as duas técnicas, o cirurgião consegue um maior número de folículos capilares, dessa forma o resultado proporciona mais densidade e volume. A junção das técnicas FUT e FUE também beneficia os pacientes que possuem calvície alargada. Contudo, para que essa união seja possível, o médico precisa de um centro cirúrgico equipado, aparelhos modernos e uma equipe treinada.

 

 

LEIA TAMBÉM: TÉCNICA STRIP (FUT) – CONHEÇA SUAS INDICAÇÕES

FAÇA SUA AVALIAÇÃO ONLINE
HOSPITAL UNIQUE
(62) 3281-1888
CENTRO CLÍNICO VIA BRASIL
(61) 3442-8217